segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Despertar

Quando era bem pequeno, com cerca de três anos de idade, minha mãe começou a me ensinar sobre um ser poderoso, chamado Deus. Esse era o responsável por tudo o que existia. Ela dizia que Ele havia criado o mundo em que eu vivia, as plantas, os animais, o chão em que eu pisava, e ainda havia criado a mim e a ela. Mas porque ele me fez? Era simples, dizia mamãe. Ele havia me criado por amor. Porque um dia Ele teve o desejo de compartilhar a vida dele comigo, e para isso, criou todo esse planeta e tudo o que eu gostava, para me fazer feliz.
Porém, o mundo claramente não era um lugar feliz. Então, mamãe dizia que havia acontecido uma tragédia há muito tempo atrás. Um anjo do Senhor, Lúcifer, magnífico, rebelou-se contra Seu criador, tornando-se mau, ele e muitos dos anjos de Deus. E, por isso, Deus foi obrigado a expulsá-lo do céu.  Lúcifer foi expulso, e veio estar nessa terra, antes mesmo que eu existisse. Deus criou nossos primeiros pais, Adão e Eva, perfeitos, prontos para uma vida de amor e felicidade. Mas eles deram ouvidos ao Anjo mau, agora chamado Satanás, e tornaram-se pecadores como ele, escolhendo a morte em vez da vida.
Por isso, o mundo foi condenado juntamente com eles, e toda a dor passou a existir. Satanás e seus anjos passaram a ser agentes de todo o mal que sobrevém ao mundo, e, de forma invisível aos nossos olhos, passaram a se ocupar da destruição dos homens durante todo o tempo de suas vidas.
Mas Deus não abandonou o homem, dizia mamãe. Ele deu seu próprio filho, chamado Jesus, para morrer em nosso lugar e pagar o preço pelos nossos pecados. Ele era Deus, mas tornou-se homem, e, vindo a esse mundo, ensinou como deveríamos viver para poder voltar ao nosso lar perfeito um dia. Ele não só pagou nossa dívida, mas também prometeu voltar a esse mundo e nos resgatar, e fazer-nos voltar a ser perfeitos como éramos antes. E aí então, o mal, a dor e a morte nunca mais existiriam.


Os anos se passaram. Eu cresci, e me afastei do Deus que minha mãe me ensinara a servir. Mas uma coisa nunca mudou: em meio à um mundo descrente e cheio de outras teorias, eu sabia que a fé de minha mãe era a verdade. Eu sabia que existia um Deus no céu, e sabia que havia um inimigo invisível nesta terra. Mesmo distante, era clara a minha visão da realidade. Havia um conflito, e eu estava no meio dele. 
E quanto mais o tempo passava, e eu crescia, mais eu sentia que havia algo muito estranho e errado com o mundo. Eu me lembrava dos ensinamentos da minha mãe, mas sentia que havia algo bem mais profundo nessa história. Eu sofri por muitas coisas, passei humilhações e solidão, e isso me fez ver além do que eu imaginava. Parei para pensar no porque eu fazia e falava muitas coisas, porque eu agia de certas formas, e porque o mundo era como é. Havia algo muito errado. O mundo, a mente das pessoas, e eu mesmo, tudo parecia estar sendo influenciado e de certa forma manipulado por alguém.


Muitas teorias, muita especulação, mas também muita verdade é falada. Dizem sobre governos e entidades secretas trabalhando com o intuito de dominar o mundo. É claro, sempre houve algum doido querendo isso. Quer seja Hitler, quer seja Napoleão, ou Alexandre, ou César, não importa, todos queriam dominar o mundo. Mas para dominar o mundo por completo, precisariam dominar também a mente das pessoas. Porém, homens não tem tal poder, e com certeza, o que havia de errado com o mundo não era trabalho de meras mãos humanas.


Eu percebi que minha vida estava sendo influenciada. Eu era um escravo. Eu não fazia simplesmente o que eu queria, mas o que o mundo dizia e ordenava. Ouvia o que o mundo ouvia. Falava o que o mundo falava. Sentia, agia, conforme o mundo fazia. E muitas coisas eu nem sabia o porque fazia. Uma coisa eu tinha certeza: eu não queria mais aquilo. Eu precisava ser livre, ser feliz de verdade. Eu queria ser diferente de tudo, porque o mundo estava errado, e eu sabia que eu não pertencia a ele.
Esse foi o começo do meu despertar. Assim eu acordei para a realidade, e passei a buscar o conhecimento da verdade. O despertar começa quando você percebe claramente que algo está errado no mundo, muito mais errado do que você achava que estava. E aí você percebe que há muito escondido por trás de tudo, que é muito mais profundo do que imaginava que fosse.


“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”  João 8:32.


O peso dessa pequena frase de Jesus é maior do que aparenta. Do que somos escravos? Do pecado, será sua resposta. E qual foi o preço pago pelo pecado? Simplesmente a vida do próprio Deus. Ora, se somos escravos de algo tão maligno e poderoso que apenas a morte do próprio Deus pode o vencer, como poderíamos ser libertos da escravidão do pecado por algo pequeno, de pouca extensão, e de pouco valor? É claro que a verdade de que Jesus está falando é terrivelmente profunda e poderosa! Não é óbvio que, se a verdade é profunda e poderosa, seu significado vá muito além das palavras, e sua profundidade, muito além de simples conceitos de atos exteriores que praticamos?


“O estudante faça da Bíblia o seu guia, e fique firme ao lado dos princípios, e lhe é dado aspirar a qualquer altura. Todas as filosofias da natureza humana têm conduzido à confusão e vergonha quando Deus deixou de ser reconhecido como tudo em todos. Mas a preciosa fé inspirada por Deus comunica vigor e nobreza ao caráter. À medida que nos detemos sobre Sua bondade, Sua misericórdia e Seu amor, mais e mais clara será a percepção da verdade, mais elevado e santo será o desejo de pureza de coração e clareza de pensamento. A alma que permanece na pura atmosfera dos pensamentos santos, é transformada pela comunicação com Deus por meio do estudo de Sua Palavra. A verdade é tão ampla, de tão vasto alcance, tão profunda e larga, que se perde de vista o próprio eu. O coração é enternecido, rendendo-se à humildade, bondade e amor.“ Ellen G. White - A ciência do bom viver, pags. 465-466.


“Quanto mais perto vos chegardes de Jesus, tanto mais cheio de faltas parecereis aos vossos olhos; porque vossa visão será mais clara e vossas imperfeições se verão em amplo e vivo contraste com Sua natureza perfeita. Isto é prova de que os enganos de Satanás perderam seu poder; que a influência vivificante do Espírito de Deus está a despertar-vos.” Ellen G. White - Caminho a Cristo, pág. 64.


É aí que está o segredo. A verdade restaura a imagem de Deus no homem. Através da contemplação de Cristo, o homem começa a ser restaurado ao seu caráter original, e a ver aquilo que não podia enxergar. É exatamente isso que Satanás não pode deixar acontecer. Ele precisa fazer algo para impedir que o homem chegue ao conhecimento da verdade.


"Este é um tempo em que se pode fazer com propriedade a pergunta: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?" Luc. 18:8.Treva espiritual cobriu a Terra e densa escuridão os povos. Há em muitas igrejas ceticismo e infidelidade na interpretação das Escrituras. Muitos, muitos mesmo, põem em dúvida a veracidade e verdade das Escrituras. Os raciocínios humanos e as imaginações do coração do homem estão minando a inspiração da Palavra de Deus, e o que podia ser recebido como garantido, é circundado com uma nuvem de misticismo. Coisa alguma aparece em linhas claras e distintas, assentada no fundamento da rocha. Este é um dos sinais marcantes dos últimos dias." Ellen G. White - Mensagens Escolhidas Vol. 1, pág. 15.


As maiores artimanhas de Satanás são as mais sutis e imperceptíveis, que cobrem nosso dia-a-dia, que estão em nossas vidas sem nem mesmo percebermos. Ele e seus anjos são experientes em tornar o mal sutil, e em tornar a verdade algo escondido, e difícil de ser compreendido. As pessoas estão cegas e enganadas de formas que nunca imaginaram, e eu e você corremos esse mesmo perigo. É por isso a pergunta de Jesus: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?" Luc. 18:8. Quantos realmente estão despertos? Pois na verdade, muitos dos que se encontram em uma igreja, e tendo uma religião, continuam em perigo, sem perceber o que está acontecendo.


"E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé. A noite é passada, e o dia é chegado. rejeitemos, pois as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz." Romanos 13:11.

Deus nos chama hoje a despertar.

(Marcelo Karma)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...